Topo
Blog do Arcanjo

Blog do Arcanjo

Categorias

Histórico

Crítica: Como Marilyn, Danielle Winits supera "loira burra" e se reinventa

Miguel Arcanjo Prado

10/10/2018 10h33

Danielle Winits é Marilyn Monroe na peça "Depois do Amor", última direção de Marília Pêra, em cartaz até o fim de outubro no Teatro Morumbi Shopping – Foto: Manuela Scarpa – Brazil News – Blog do Arcanjo – UOL

Só o fato de ser a última direção de Marília Pêra já torna importante a peça "Depois do Amor – Um Encontro com Marilyn Monroe", em cartaz de sexta a domingo no Teatro Morumbi Shopping, em São Paulo, até o fim de outubro.

Além disso, a obra protagonizada por Danielle Winits mostra uma outra faceta de uma figura que povoou o imaginário (e o desejo) do século 20: Marilyn Monroe, o símbolo sexy de Hollywood.

Mas, é justamente quebrar com essa visão rasa sobre o mito o objetivo do elegante e bem escrito texto de Fernando Duarte, que já havia se aventurado anteriormente na vida da cantora Maria Callas também na companhia de Marília Pêra, de quem foi amigo e confidente. Um dos destaques da dramaturgia de Duarte são os momentos em que ele coloca as personagens em pequenos, mas sofisticados e inteligentes, monólogos filosóficos.

A obra mostra o encontro de Marilyn (Danielle Winits) com a assistente de figurino Margot (Karen Coelho), durante as filmagens de seu último longa, dias antes de sua trágica e misteriosa morte aos 36 anos.

"Depois do Amor" tem acerto de contas com o passado de Margot (Karen Coelho) e Marilyn (Danielle Winits) com texto de Fernando Duarte – Foto: Manuela Scarpa – Brazil News – Blog do Arcanjo – UOL

Danielle domina a peça, na qual vai num crescente cena a cena. É interessante em alguns momentos para o público sentir a simbiose entre a persona Danielle Winits e Marilyn Monroe, que poderiam dizer juntas o mesmo texto que a peça traz, como aquele no qual Marilyn diz que deseja ir além do símbolo sexual e conseguir interpretar papéis dramáticos no teatro.

É exatamente isso que Danielle Winits faz nesta peça. Alçada à fama no papel estereotipado de "loira burra" nas novelas da Globo, inspirado na própria figura hollywoodiana, ela agarra Marilyn sob tutela de Marília Pêra com unhas e dentes, aprofundando em camadas a personagem icônica e trazendo para a mesma humanidade, evidenciando as fragilidades por trás do mito, mito este consciente e frustrado com as limitações de seu estrelato como celebridade. O que traz ao drama um caráter performativo.

A rédea forte de Marília Pêra se faz presente desde o começo, quando ela própria ressurge em projeção, interpretando um poético texto com seu inesquecível talento. Fernando Philbert, que assumiu a direção após a morte da grande atriz, constrói a obra de forma a homenageá-la em suas indicações deixadas, promovendo o confronto dramático entre as duas atrizes como base do espetáculo e fazendo com que Winits cresça e se destaque.

Karen Coelho e Danielle Winits em cena de "Depois do Amor – Um Encontro com Marilyn Monroe", em cartaz no Teatro Morumbi Shopping, em São Paulo – Foto: Manuela Scarpa – Brazil News – Blog do Arcanjo – UOL

Se Winits apresenta-se segura e ao mesmo tempo fresca na pele de Marilyn; Karen Coelho, mesmo exibindo garra e lembrando em muitos momentos Marieta Severo quando jovem, ainda titubeia em sua personagem, com o texto reverberando em sua boca sem aquela verdade absoluta que surge nos lábios de Winits.

Uma leve modulação para deixar o registro mais sutil, em busca de maior profundidade, certamente ajudaria Karen a tornar sua Margot mais potente.

Contudo, é preciso dar uma colher de chá à jovem atriz: Karen está chegando a uma peça que já circula há mais de dois anos pelo Brasil, com sua parceira de cena completamente confortável como Marilyn, enquanto ela ainda descobre sua Margot, que certamente crescerá também com o tempo.

Em "Depois do Amor – Um Encontro com Marilyn" o público redescobre Danielle Winits em um outro grau de potência, em sua acertada reinvenção como atriz cuja madrinha é simplesmente Marília Pêra, um dos maiores talentos que o teatro brasileiro conheceu. E, de quebra, é possível conhecer, de forma mais profunda, aquela loira de vestido esvoaçante que habita nosso inconsciente de desejo, chamada Marilyn Monroe.

Crítica por Miguel Arcanjo Prado
"Depois do Amor, Um Encontro com Marilyn Monroe"
com Danielle Winits e Karen Coelho
Avaliação:
Muito Bom ✪✪✪✪
Quando: Sexta e sábado, 21h, domingo, 19h. 60 min. Até 28/10/2018
Onde: Teatro Morumbi Shopping (av. Roque Petrônio Júnior, 1089, CPTM Morumbi, São Paulo)
Quanto: R$ 35 (meia) e R$ 70 (inteira)
Classificação etária: 12 anos

Siga Miguel Arcanjo Prado no Instagram

Sobre o autor

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes Cênicas pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, TV Globo Minas, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia e Band. Foi eleito duas vezes um dos dez melhores jornalistas de Cultura em Mídia Eletrônica do Brasil pelo Prêmio Comunique-se.

Sobre o blog

O Blog do Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e bastidores do Entretenimento e da Cultura de um jeito leve e inteligente.