Topo
Blog do Arcanjo

Blog do Arcanjo

Categorias

Histórico

Prêmio do Humor homenageia Jô Soares e Berta Loran: conheça os indicados

Miguel Arcanjo Prado

19/12/2018 09h28

Prêmio do Humor homenageia Berta Loran (à esq.) no Rio e Jô Soares (à dir.) em São Paulo: premiação criada por Fabio Porchat celebra os melhores nomes do humor em 2018 e será entregue em cerimônias paulistana e carioca em março de 2019 – Foto: Ramón Vasconcelos – Globo – Divulgação – Blog do Arcanjo – UOL

Criado pelo humorista Fabio Porchat, o Prêmio do Humor escolheu seus indicados em São Paulo e no Rio de Janeiro referente ao ano de 2018. Concorreram artistas e espetáculos humorísticos que estrearam neste ano. A cerimônia de entrega, na qual serão conhecidos os vitoriosos, está prevista para acontecer em março de 2019, tanto na capital paulista quanto em terras cariocas, ano em que será realizada pela primeira vez em ambas capitais.

Segundo Porchat, o objetivo do Prêmio do Humor é "reconhecer e premiar projetos de comédia", além de incentivar a qualificação destes profissionais bem como "resgatar e divulgar a memória do humor no Brasil". Pensando nisso, os dois homenageados pelo Prêmio do Humor em 2019 têm farta trajetória no gênero, além de serem ambos reconhecidos e admirados não só pelo público quanto pela classe artística e a crítica especializada. Em São Paulo, o homenageado escolhido é Jô Soares, humorista e apresentador de 80 anos. Já no Rio, Berta Loran, atriz e humorista de 92 anos, recebe a honraria.

Fabio Porchat beija Jô Soares, homenageado pelo Prêmio do Humor: "Resgate da memória do humor no Brasil" – Foto: Manuela Scarpa/Brazil News – Blog do Arcanjo/UOL

Participam do júri carioca do Prêmio do Humor o ator e diretor Aloisio de Abreu, o ator, diretor e roteirista Claudio Torres Gonzaga, o ator Bemvindo Sequeira, a atriz Sura Berditchevsky, e o jornalista e crítico Rafael Teixeira.

O júri de São Paulo do Prêmio do Humor é formado pelo ator Ary França, o jornalista, crítico e autor deste blog Miguel Arcanjo Prado, o humorista Paulo Bonfá, a jornalista Fabiana Seragusa e a jornalista, escritora e roteirista Rosana Hermann.

Jurados cariocas e paulistanos do Prêmio do Humor, criado por Fábio Porchat – Foto: Divulgação – Prêmio do Humor – Blog do Arcanjo – UOL

O Blog do Arcanjo no UOL revela em primeira mão a lista completa dos indicados ao Prêmio do Humor referente ao ano de 2018:

INDICADOS SÃO PAULO

MELHOR PEÇA
A Dona da História
A Milionária
Bagagem
Paisagem em Campos do Jordão
Só Agradece
Teatro Para Quem Não Gosta

MELHOR DIREÇÃO
Diego Fortes, por Moliére
João Falcão, por A Dona da História
Marcelo Várzea, por Michel III – Uma Farsa à Brasileira
Mauro Baptista Vedia, por Paisagem em Campos do Jordão

MELHOR TEXTO
Fábio Brandi Torres, por Michel III – Uma farsa à Brasileira
Marcelo Mirisola e Nilo Oliveira, por Paisagem em Campos do Jordão
Thiago Ventura, por Só Agradece

MELHOR PERFORMANCE
Ailton Guedes, por Contos de Barbas
Carolina Ferraz, por Que Tal Nós Dois?
Chris Couto, por A Milionária
Fábio Espósito, por Paisagem em Campos do Jordão
Luana Martau, por A Dona da História
Marcio Ballas, por Bagagem
Ricardo Rathsam, por Teatro para Quem não Gosta
Suely Franco, por Quarta-feira, sem Falta, Lá em Casa
Thiago Ventura, por Só Agradece

CATEGORIA ESPECIAL
Eduardo Martini, pelos 40 anos de carreira com constante contribuição ao teatro de humor em São Paulo
José de Anchieta, Elena Toscano e Anderson Bueno, por, respectivamente, cenografia, figurino e visagismo de Meu Filho Vai Casar
Patrick Maia, pela criação do Clube do Minhoca

HOMENAGEADO
Jô Soares

INDICADOS RIO DE JANEIRO

TEXTO
Henrique Fontes e Pablo Capistrano, por A Invenção do Nordeste
Leandro Muniz, por A Vida Não É um Musical — O Musical
Pedro Brício, por O Condomínio
Zéu Britto, por Delírios da Madrugada

DIREÇÃO
João Fonseca e Leandro Muniz, por A Vida Não É um Musical — O Musical
Pedro Brício e Alcemar Vieira, por O Condomínio
Quitéria Kelly, por A Invenção do Nordeste

PEÇA
A Invenção do Nordeste
A Vida Não É um Musical — O Musical
Delírios da Madrugada
O Condomínio

PERFORMANCE
Daniela Fontan, por A Vida Não É um Musical — O Musical
Isabelle Marques, por Tô de Graça
Izabella Van Hecke, por Super Moça
Marcelo Nogueira, por A Vida Não É um Musical — O Musical
Mateus Cardoso, por A Invenção do Nordeste
Pedroca Monteiro, por O Condomínio
Rodrigo Sant'Anna, por Tô de Graça
Zéu Britto, por Delírios da Madrugada

CATEGORIA ESPECIAL
Fabiano Krieger, pelas músicas da peça A Vida Não É um Musical – O Musical
Miguel Falabella, pela adaptação em versos da peça Mordidas
Zéu Britto, pelas músicas da peça Delírios da Madrugada

HOMENAGEADA
Berta Loran

Siga o Prêmio do Humor

Siga Miguel Arcanjo Prado no Instagram

Sobre o autor

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes Cênicas pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, TV Globo Minas, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia e Band. Foi eleito duas vezes um dos dez melhores jornalistas de Cultura em Mídia Eletrônica do Brasil pelo Prêmio Comunique-se.

Sobre o blog

O Blog do Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e bastidores do Entretenimento e da Cultura de um jeito leve e inteligente.