Topo
Blog do Arcanjo

Blog do Arcanjo

Categorias

Histórico

Cuiabá aplaude seus novos artistas na V Mostra de Cenas MT Escola de Teatro

Miguel Arcanjo Prado

21/07/2019 13h12

Novos artistas para os palcos do Mato Grosso: 5ª Mostra de Cenas da MT Escola de Teatro da Unemat será realizada nesta segunda e terça no Cine Teatro Cuiabá – Fotos: Amanda de Souza, Weronica Eler, Marcus Aurélio e Eliene Londero – Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo UOL

A MT Escola de Teatro revigorou a cena teatral mato-grossense, formando constantemente novos nomes que despontam no teatro do Centro-Oeste brasileiro repletos de vontade de produzir um teatro de qualidade.

Mais uma vez, o público de Cuiabá tem a chance de conhecer em primeira mão os novos artistas cênicos do Estado, não só dos palcos como também profissionais dos bastidores do mundo do espetáculo.

Será realizada nesta segunda (21) e terça (22), a 5ª Mostra de Cenas da MT Escola de Teatro da Unemat, sempre às 19h30 no Cine Teatro Cuiabá (av. Presidente Getúlio Vargas, 247, tel. 65 99601-1817 e 65 2129-3848).

A entrada é grátis, mas a organização pede contribuição voluntária de R$ 5 a quem puder. A classificação etária sugerida é de 12 anos.

Serão apresentadas três peças com vinte minutos de duração cada, todas inéditas e inspiradas no universo do imaginário infantil.

A primeira é "Lugar Nenhum", sobre a história de Pito, homem ingênuo que se envolve como réu no julgamento de Pitágoras, um matemático que, por um erro de cálculo, falha terrivelmente no envio de um navio com ajuda humanitária à África.

Depois, sobe ao palco "Urubus in Cena", na qual um velório fictício provoca uma intensa reunião de família, repleta de conflitos.

Por último, é a vez de "In-Cômodos", uma comédia dramática em que cinco personagens encontram-se enclausurados e se veem obrigados a compartilhar seus íntimos incômodos.

Fachada do Cine Teatro Cuiabá, sede da MT Escola de Teatro da Unemat – Foto: Reprodução – Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo UOL

Berço da nova geração teatral de Mato Grosso

Parceira da paulista SP Escola de Teatro, referência internacional no ensino teatral, a MT Escola de Teatro é o berço da nova geração teatral do Mato Grosso.

O projeto tem ainda a parceria do Grupo Cena Onze, de Cuiabá; da Secretaria de Cultura do Mato Grosso; e da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat). A MT Escola de Teatro é gerida pela Associação de Artistas Amigos da Praça (Adaap), sob condução de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, fundadores do premido grupo Os Satyros, que completou 30 anos neste 2019.

A MT Escola de Teatro é o único Curso Tecnológico Superior de Teatro do Estado de Mato Grosso, com 60 alunos de graduação em sete áreas de especialização: Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Dramaturgia, Iluminação, Sonoplastia e Produção Cultural.

Saiba mais sobre a MT Escola de Teatro

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Conheça os novos artistas que fazem as três peças:


"Lugar Nenhum", por Núcleo 1
Sinopse: Pitágoras possui uma habilidade incrível com os números e agora é responsável pela entrega de medicamentos que imunizará todos os moradores de uma ilha no continente sul-africano. Após uma imprecisão de coordenadas, a embarcação não chega ao seu destino e 372 crianças são extintas. Ao mesmo tempo, no mundo de "Lugar Nenhum", surge o inofensivo e ingênuo Pito – que não compreende o julgamento que se instala por quatro figuras conhecidas em sua vida. As sentenças se difundem entre assassinato, torturas e até escravidão física e emocional daquele réu. Em meio à verdade e intenções reveladas, cabe perguntar: para onde vamos seguir, marujo?
Atuação: Lucas Layon, Lucas Vinícius, RayraTúriel, Waltair França e Wender Almeida. Cenografia e Figurino: Bruna Barichello e Leandro Nogueira. Direção: Benone Lopes, Eliane Fonseca e Paulo França. Dramaturgia: Suelen Alencar e Victor Angels. Iluminação:Atério Marcos, Dicélia Correa e Xico Macedo. Produção: Daniel Veigas e Gustavo Teixeira. Sonoplastia: Pedro Trauer, Roque Almeida e Wander Spinha.



"Urubus in cena", por Núcleo 2
Sinopse: Dentro da sala de uma antiga casa, um fictício velório é encenado para uma suposta reunião familiar. São três irmãos e duas sobrinhas os membros dessa família: Adão, 56 anos; Leôncio, 42 anos; Valério, 30 anos; Luna, 32 anos; e Cida, 17 anos. A reunião dispara conflitos que subjazem dentro desse núcleo familiar doentio, trazendo à tona todos os segredos por tantos anos velados. As acirradas discussões, as mútuas acusações, fazem eclodir todas as distorcidas relações, revelando atrocidades de todos personagens. Cida, arquiteta da reunião, começa a revelar sua motivação, o que leva as outras personagens a também revelarem cada qual o seu torpe segredo. As acusações culminam com a condenação do símbolo paterno, que representa toda regra, moral ou atitude castradora. Uma tormenta emocional varre a sala, ninguém é poupado. Tudo caminha para uma catástrofe, não existem atenuantes, todos são sempre culpados.
Atuação: Alysson Godoy, Clarinda Castro, Ézero Martins, Ismael Diniz, Maykon Matheus e Sarah Emily. Cenografia e Figurino: Luís Carlos Ribeiro e Róbson Oliveira. Direção: Clodoaldo Arruda eNarielIatskiu. Dramaturgia: Glauber Lauria, Sérvulo Neuberger e Thaily Moraes; Iluminação: Rayla Campos e Sebastian Dantas. Produção: Ana Paula Pardiolae Manoel Vieira. Sonoplastia: Débora Veiga, Marcio Albino e Thaís Falca.



"In-Cômodos", por Núcleo 3
Sinopse: O espetáculo "In-Cômodos" é uma comédia dramática envolvendo cinco personagens: um palhaço sem graça (Klaus); um militar fanático religioso (General); a primeira astronauta mulher a pisar na Lua (Drª Luana); um corcunda com dificuldades em se articular verbalmente (Couro); e uma menina introspectiva (Margot). Aparentemente eles não sabem ao certo onde estão, há quanto tempo e o porquê de permanecerem enclausurados nestes estranhos cômodos a dividir íntimos incômodos.
Atuação: Andreel Ferreira, Fabíola Karen, Jone Sayd, Jonathan Nery e Vinícius Amorim. Cenografia e Figurino: Débora Cometti e Iara Fernandes. Direção: Heloise Godoy, Jean Pablo Loti e Rafael Cerigato. Dramaturgia: Tulio Paniago e Wender Sobrinho. Iluminação: Alexandre Cruz e Lívia Viana. Produção: José Junior Franco, Nadyne Marques e Ronaldo José. Sonoplastia: Carlos Awire e Edilson Souza.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por MT escola de Teatro🎭 (@mtacontece) em

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Sobre o autor

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, TV Globo Minas, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia, Band, Gazeta e Rede Brasil. É jurado dos prêmios APCA, do Humor, Bibi Ferreira, Sesc Melhores Filmes, Risadaria e Aplauso Brasil. Foi eleito duas vezes um dos dez melhores jornalistas do Brasil na categoria Cultura em Mídia Eletrônica pelo Prêmio Comunique-se.

Sobre o blog

O Blog do Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e bastidores do Entretenimento e da Cultura de um jeito leve e inteligente.